sexta-feira, 30 de julho de 2010

Jurassic Park 2008

Para interromper o som role até o pé do blog e clique PAUSE

quinta-feira, 29 de julho de 2010

PSDB responde ataques do assessor petista dos dentes e da alma podres.

Do site do PSDB:

Brasília (29) - O senador paranaense Álvaro Dias, o deputado Jutahy Magalhães (BA) e o atual secretário de Educação do Estado de São Paulo, Paulo Renato de Souza, reagiram hoje, com veemência, ao agressivo ataque desferido pelo assessor diplomático do governo do PT, Marco Aurélio Garcia, ao candidato do PSDB, José Serra.
" Assim como José Eduardo Dutra, Marco Aurélio é um aloprado de direita porque defende governos que apedrejam mulheres e condenam jornalistas à prisão. Além disso, seus precedentes conhecidos, que o diga o ex-embaixador Luiz Felipe Lampreia, nos autorizam a dizer que o senhor Marco Aurélio está muito mais para embaixador do Governo Lula junto às FARC do que para analista político", afirma Dias.
O senador refere-se ao encontro de Garcia com Lampreia, ainda no governo Fernando Henrique Cardoso, quando o petista ofereceu-se para intermediar um encontro do governo brasileiro com o atual grupo de guerrilheiros terroristas
"Mais do que a opinião de Marco Aurélio, o que vale é a postura histórica de Serra. Não é não é palavra do Marco Aurélio que vai diminuir o incomum patrimônio político de respeito à democracia de Serra", acrescenta Dias. Lembrando ainda, os laços de colaboração e admiração que o assessor e o atual governo cultiva com governos autoritários, de direita e esquerda.

"A ORDEM FOI LIVRÁ-LO DA PRISÃO"

Os três fizeram questão de destacar a política externa do governo Lula da qual Marco Aurélio é um dos assessores principais. Jutahy Magalhães destaca que "Marco Aurélio \'Top Top\' Garcia está levando a política externa do Brasil para o descrédito absoluto, rompendo a tradição do País de sempre colocar-se como mediador no Continente, além de uma política em defesa dos interesses nacionais e não partidários, como ocorre com a política externa do PT".
O secretário de Educação de São Paulo, Paulo Renato de Souza, lamentou as declarações feitas pelo coordenador do Programa de Governo da candidatura oficial, Dilma Rousseff.
"Em primeiro lugar é um desrespeito de um assessor presidencial se dirigir desta forma a quem tem uma biografia centenas de vezes superior a sua", afirmou. "Serra fez muito mais pelo País do que Marco Aurélio". Paulo Renato também fez questão de lembrar e, mais uma vez, lamentar o comportamento de Marco Aurélio, por se dirigir desta forma "a quem o livrou da prisão no Chile". Paulo Renato lembrou o episódio e contou ter sido chamado por Serra na sede da Flacso (Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais) quando encontrou Marco Aurélio, sua esposa já falecida, Elizabeth Souza Lobo e seu filho León. A ordem de Serra era livrá-lo da prisão. "Falo isso não para Serra e eu termos louros, mas apenas para mostrar que MA deveria ter, no mínimo, o dever de solidariedade".
Para o deputado Jutahy Magalhães (PSDB-BA), "melancólico é ver um diplomata que não sabe tratar da sua própria atividade". Para ele, "a influência negativa do Marco Aurélio e suas opiniões são desprezíveis".
Paulo Renato avalia a política externa do Brasil atualmente um desastre. Segundo ele, é uma "constante tentativa de afirmação pueril perante os Estados Unidos e alguns países europeus atendendo a interesses de países com ideologias mais próximas a do PT".

sábado, 24 de julho de 2010

Bandidos e poltrões - artigo de Olavo de Carvalho


Bandidos e poltrões

Olavo de Carvalho

Os termos em que o sr. Presidente da República apelou a José Serra, pedindo-lhe que pare de tocar na ferida das ligações PT-Farc, são uma obra-prima de tartufismo como raramente se viu na história do teatro universal.

Em vez de negar peremptoriamente que aquelas ligações existem – o que seria muito temerário, dada a abundância de provas –, ele tentou sensibilizar o coração do candidato, exigindo dele a omissão cúmplice que, na iminência da revelação de crimes escabrosos, se esperaria de um velho companheiro de militância para quem a solidariedade mafiosa deve estar, segundo os cânones da moral presidencial, acima da verdade, acima do respeito aos eleitores, acima dos interesses da pátria, acima do bem e do mal. A chantagem emocional é o mais velho recurso dos patifes apanhados de calças na mão, mas o sr. Presidente da República, mesmo sendo incapaz de abster-se desse golpe baixo, poderia ao menos ter tido a decência de usá-lo em privado, em vez de mostrar em público, uma vez mais, que não tem o menor senso de moralidade.

O autor desse apelo abjeto assinou, em 2001, como presidente do Foro de São Paulo, um voto de solidariedade integral às Farc e outras organizações criminosas, e deu provas em cima de provas de que seu governo e seu partido vêm cumprindo o compromisso à risca. Recusar-se a qualificar essas organizações como terroristas e narcotraficantes, que é o que elas são com toda a evidência, já é prova de solidariedade. Somem a isto as mobilizações políticas montadas instantaneamente pelo PT e outras agremiações de esquerda para libertar qualquer membro daquelas quadrilhas que seja preso no território nacional; a participação de ministros do governo Lula na propaganda das Farc através da revista América Libre; a contínua colaboração entre Farc e PT na formulação da estratégia esquerdista continental através das assembléias e grupos de trabalho do Foro de São Paulo; a recusa obstinada de levar em consideração as descobertas do juiz federal Odilon de Oliveira, que apresentou provas cabais da parceria entre as Farc e quadrilhas locais de assassinos e sequestradores (tornando-se por isso virtualmente um prisioneiro, enquanto os acusados continuam à solta); somem tudo isso e me digam se existe, além do instinto de autodefesa dos envolvidos na tramóia, alguma razão para não falar de ligações entre PT e Farc, entre PT e MIR, entre PT e ELN ou entre o PT e qualquer outra organização pertencente ao Foro de São Paulo.

Quanto ao próprio Foro, que, sob as bênçãos do nosso partido governante, continua todo mês gastando quantias consideráveis em viagens de centenas de seus membros entre as várias capitais latino-americanas, o sr. Lula seria, mesmo quando ainda candidato, o primeiro a ter a obrigação de esclarecer qual o estatuto legal da entidade e de onde vem o dinheiro que a sustenta. Como ninguém teve a coragem de lhe perguntar isso em 2002 nem em 2006, ele se sentiu livre para não dizer nada. Com o tempo, a licença para silenciar, que então lhe foi concedida como um favor pela polidez covarde dos seus adversários, da mídia, das classes empresariais, dos militares e de tutti quanti, tornou-se, na cabeça dele, um direito adquirido. É em nome desse direito imaginário que ele agora exige dos candidatos oposicionistas a gentileza da omissão cúmplice, mesmo quando essa gentileza arrisque, uma vez mais, tirar das mãos deles a arma da verdade e da justiça, a mais poderosa em qualquer eleição presidencial.

Está na hora de mostrar que esse direito nunca existiu, exceto como conjunção momentânea de interesses vis entre bandidos e poltrões.

Se o PT insistir em querer processar o candidato vice-presidencial Índio da Costa, o que este e José Serra têm a fazer para desmoralizar por completo a fanfarronada petista é muito simples:

1. Inserir no processo as atas completas das assembléias do Foro de São Paulo, a lista dos membros da entidade e a coleção das revistas America Libre. Isso já basta para comprovar a ligação que o PT desmente.

2. Inserir nos autos os dois discursos em que o sr. Lula reconhece, até com orgulho, o caráter secreto e clandestino das atividades do Foro de São Paulo.

3. Convocar o testemunho do juiz Federal Odilon de Oliveira, provando que o PT continuou a relacionar-se em bons termos com as Farc enquanto a Justiça Federal já tinha provas suficientes de que essa organização criminosa colaborava com quadrilhas locais empenhadas em matar cidadãos brasileiros a granel.

Façam isso e não apenas vencerão o processo e as eleições: conquistarão a gratidão de todos os brasileiros honrados.

Olavo de Carvalho é ensaísta, jornalista e professor de Filosofia

Retrospectiva PT - 8 anos de putaria - As verdades que o povão não sabe

Para interromper o som role o blog até embaixo e clique PAUSE

sexta-feira, 23 de julho de 2010

O PT e as FARC

Para interromper o som role até o pé da página e clique PAUSE

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Lady Gaga no salto alto

Para interromper o som role até o pé do blog e clique PAUSE

quarta-feira, 21 de julho de 2010

O PT e as FARC

Para interromper o som role até o pé da página e clique PAUSE

terça-feira, 20 de julho de 2010

FOLDER SOBRE O FORO DE SÃO PAULO

Parte externa do folder - clique para ampliar



Parte interna do folder - clique para ampliar


Se alguém quiser posso enviar por e-mail em formato pdf para baixar e imprimir

PT prepara o dossiê Sandra Cureau


Segundo informações do jornal O Globo, o PT está em busca de dados sobre a vice-procuradora Sandra Cureau. José Eduardo Cardozo, secretário-geral do partido, aquele que faz discursos entusiasmados no Foro de São Paulo, diz que estão apenas "coletando informações".Na linguagem do PT, isto significa dossiê. Na linguagem da Dilma, é só um banco de dados. Tendo como técnica consagrada a desqualificação do "oponente",a vice-procuradora terá a sua vida devassada pela "área de inteligência" do partido, uma hidra que tem extensões, como todos sabem, inclusive dentro da Receita Federal. Lula já denominou a vice-procuradora Sandra Cureau de "uma procuradora qualquer". Dilma já disse que ela usa "dois pesos e duas medidas". Como seguem a cadeia de comando e agem em grupo, as hienas já estão à caça de informações que possam derrubar o Ministério Público Eleitoral. Todo o cuidado e toda a fiscalização da oposição é pouca.

Clique duas vezes na matéria de O Globo para ampliar e ler um perfil da vice-procuradora Sandra Cureau.

Foro de São Paulo, não dá mais para segurar


Clique sobre a imagem para ampliar

O Estado de São Paulo capitula e traz, finalmente, o Foro de São Paulo, criado por Lula sob as ordens de Fidel Castro, para comprovar a ligação do PT com as FARC. Clique e amplie para ler.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Dois petralhas querem processar Indio da Costa: José Eduardo Cardoso e Marco Aurélio Garcia. Eles sentam com as FARC no Foro de São Paulo

Para interromper o som role o blog até embaixo e clique PAUSE



Jose Eduardo Cardozo(PT) e Marco Aurélio Garcia(PT) que, hoje, saíram atirando contra José Serra(PSDB) e Indio da Costa(DEM), estavam presentes na última reunião do Foro de São Paulo, em Montevideo, onde Daniel Ortega se referiu as FARC e a Marulanda, o comandante da narcoguerrilha. Eles aplaudiram de pé.Lula fundou o Foro de São Paulo junto com Fidel Castro. As FARC sempre sentaram à mesa principal. O PT sempre sentou ao lado dela. E ainda querem negar?

Arnaldo Jabor fala a verdade sobre as FARC

Para interromper o som role o blog até embaixo e clique PAUSE

Foro de São Paulo, o PT e as FARC

Para interromper o som role o blog até embaixo e clique PAUSE

www.veja.com.br/reinaldo

JÁ QUEBREI A PROMESSA! ENTÃO EU TAMBÉM VOU FALAR DO PT E DAS FARC, PRONTO!


Eu estou de férias, como sabem. Meus textos de despedida — temporária, viu, Petralhas!? — são estes dois dos links abaixo, em vermelho. Mas topo dividir o meu calor com vocês se o momento pede. E o momento pede. A declaração do deputado Índio da Costa deixou a bugrada da política brasileira bastante excitada. E a bugrada do jornalismo também. Todas se converteram em freiras pudicas a bradar seus “ais” e seus “uis” com medo do… PT! Na sexta-feira, Lula acusou o governo de São Paulo de sabotar convênios com o PAC —o que é mentira! As freirinhas, inclusive as da oposição, ficaram quietas. Acham que isso não é grave. Bem, os links da despedida, reitero, são estes. E eu vou entrar no bafafá. Com muito gosto.



- ATÉ BREVE! E UMA CONVOCAÇÃO;

- UMA CARTA AOS LEITORES. LANÇO HOJE UMA LUTA E VOLTO A SER UM MILITANTE: MINHA CAUSA, AGORA, É O “ESTADO DO BEM-ESTAR DEMOCRÁTICO”. E EU OS CONVOCO



O bafafá

O que é estar “ligado” às Farc? Bem, depende, evidentemente, do que se considera “ligado”. Fazer de conta que PT e Farc são como água e óleo, por exemplo, com moléculas que não se comunicam, ah, isso é falso. Falsíssimo!



1 - O PT é um dos fundadores do Foro de São Paulo, entidade da qual as Farc faziam parte. Oficialmente, deixaram a entidade — “deixaram”, não foram expulsas. Quando estavam lá, já seqüestravam, já matavam, já mantinham campos de concentração na floresta. Sob o mesmo teto de Lula, o chefão do grupo, e de Fidel Castro, o outro chefão! Isso é estar ligado? O PT não vai me processar por isso. Não vai porque eu falo a verdade. É uma ligação?



2- Em 2005, petistas mantiveram em Brasília uma reunião com representantes das Farc. Um agente da Abin disse que a organização prometeu US$ 5 milhões ao partido. Não há comprovação de que o dinheiro tenha sido entregue. Mas a reunião aconteceu. E o PT, de novo, não vai me processar porque isso é um fato. É ligação?



3 - Dilma Rousseff, então ministra da Casa Civil, requisitou a mulher de Olivério Medina, representante das Farc no Brasil, para trabalhar no Ministério da Pesca em Brasília. Vai ver para catar lambari no Lago Paranoá. Num e-mail, Medina comunica o fato ao terrorista Raúl Reys (aquele pançudo que foi morto no Equador) e deixa claro que a contratação faz parte de uma operação para proteger aquela que chama “Mona” (apelido da patroa). O PT não vai me processar por isso porque o requerimento assinado por Dilma existe e porque o e-mail de Medina a Reyes existe. É uma ligação?

Assim escreveu o “marido da Mona” para o terrorista Reyes sobre a contratação:

Na segunda-feira, dia 15, a “Mona” começou em seu novo emprego e para garanti-la ou impedir que a direita em algum momento a hostilize, a colocaram na Secretaria da Pesca, trabalhando no que chamam aqui de cargo de confiança ligado à Presidência da República.



Tá bom. Publico abaixo o documento assinado por Dilma requisitando a mulher de Medina, uma grande especialista em… pesca!







- Reportagem do jornal El Tiempo, da Colômbia - integra aqui, demonstra que Medina continua ligado aos terroristas. Na verdade, é um dos chefões de uma organização que tem 400 núcleos espalhados pelo mundo. No Brasil, segundo o El Tiempo, ele responde pela troca de drogas por armas. E sua mulher, não obstante, foi requisitada pessoalmente por Dilma para trabalhar em Brasília. O PT não vai me processar por isso porque a reportagem, com fartura de dados, existe. Isso é uma ligação?



- A Revista Cambio, da Colombia, publicou uma série de e-mails que estavam no computador do terrorista Raul Reyes, morto por forças colombianas no Equador, listando aqueles que seriam “os amigos” das Farc no Brasil, a saber: José Dirceu, Roberto Amaral, Gilberto Carvalho, Erika Kokay, Celso Amorim, Marco Aurélio Garcia, Perly Cipriano (da Secretaria de Direitos Humanos), Paulo Vannuchi e Selvino Heck, assessor de Lula. A integra da reportagem da revista colombiana está aqui. Carvalho, chefe de gabinete de Lula, chegou a se manifestar. Disse ter intercedido em favor de Medina quando estava preso por motivos humanitários. Marco Aurélio afirmou que os e-mails eram uma armação. A Interpol o desmentiu: são verdadeiros. O PT não vai me processar por isso porque os e-mails existem, e a reportagem existe. Não vai também porque o presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, forneceu os documentos a Lula. Não aconteceu nada.



No e-mail, datado de 29 de julho de 2005, por exemplo, Medina escrevia para o chefão do terror: “Os amigos daqui [do Brasil] me advertiram que deveria ficar atento, pois há uma comissão da Procuradoria que tem uma ordem de captura”. Em seguida, Medina diz que esses amigos lhe asseguraram que não deveria se preocupar porque “a cúpula do governo com apoio de Celso Amorim estavam a par. Eles não apoiariam uma captura por crimes políticos”. Isso é uma ligação?



Em entrevista histórica ao jornal Le Figaro, Marco Aurélio Garcia, aquele que aparece como amigo das Farc na revista Cambio, afirma que o Brasil é neutro sobre o caráter terrorista das Farc. Marco Aurélio acha que um grupo que seqüestra, degola, assalta, faz tráfico de droga não pode ser considerado ainda terrorista. A entrevista está neste link: ESCÂNDALO! ESCÁRNIO! ESTUPIDEZ! É TOP TOP GARCIA NA ÁREA. E vocês certamente se lembram da imagem inesquecível deste senhor, com o seu chapéu Panamá, se embrenhando na selva, numa operação liderada pela turma de Chávez, para libertar reféns, numa operação NEGOCIADA com as Farc, que não tinha o endosso do governo colombiano. O PT não vai me processar por isso também. Porque isso também é um fato.



Encerro

Não sou político, não pertenço a partido nenhum e não preciso dançar o minueto com o PT. Se Lula pode subir num palanque em Diadema e MENTIR que o governo de São Paulo cria dificuldades para as obras do PAC dentro do Estado, acho que posso falar a verdade sobre este binômio “PT-Farc”. A reação petista tem muito de cálculo. Segundo li, está mais interessado em desqualificar o deputado Índio da Costa, com a ajuda das franjas petistas ou filopetistas da imprensa, do que em negar propriamente a ligação com as Farc. Usa a entrevista do outro como uma janela de oportunidades.



O PT gosta de democracia? Não gosta! E a VEJA fez muito bem em estampar na capa, na edição passada, o monstrengo do autoritarismo. Ou aquele programa do “rubriquei, mas não traguei” não era mais uma iniciativa, entre tantas, para censurar a imprensa? O Brasil está mais democrático com o PT? Uma ova! Crescimento econômico e distribuição de renda podem se combinar bem com democracia, mas não são coisas sinônimas. Um governo que viola o sigilo bancário de um caseiro e o sigilo fiscal de um dirigente da oposição não está mais democrático, mas menos. Já expliquei aqui por quê. Confundir melhoria das condições de vida com mais democracia é coisa que agrada a ditadores. Ou o Brasil do ciclo militar foi mais democrático do que o país que o antecedeu?



Se o PT não quer ser confundido com um partido da desordem, que, então, não se confunda com ele. Ademais, as Farc não são o único grupo terrorista com o qual a legenda já flertou. Lula já manifestou o interesse em bater um papinho com o Hamas. E é hoje o grande aliado de Ahmadinejad, que financia o terror em três outros países.



Entendo que o PT, os petistas e os jornalistas isentos estejam bravos. Mas não dá pra turma posar de vestal indignada a esta altura do campeonato. Se o PSDB e até o DEM ficam com receio de chamar as coisas pelo nome, eu não fico. Com os devidos links para o divertimento dos meus leitores.



Pronto, queridos! Agora deixem o Tio Rei curtir o seu calor, enquanto vocês amargam esse frio desgraçado do aquecimento global…

Por Reinaldo Azevedo

domingo, 18 de julho de 2010

O PT está indignado em ser associado com as FARC por quê ?

Tirado de Coturno Noturno

O PT quer processar Indio Costa(DEM), vice do Serra, porque ele afirmou que o partido tem ligações com as FARC. Pura verdade. Até hoje o governo petista não aceitou declarar as FARC uma organização terrorista. Trata a narcoguerrilha como uma "força beligerante". Se o PT acha que as FARC "beligeram" por uma causa justa, qual o problema em ser acusado de ter ligações com a organização? Para os petistas, eles não são terroristas, não é mesmo? Deveriam estar orgulhosos, assim como se orgulham da amizade com a ditadura cubana. Que o PT, em vez de nhemnhemnhem assuma que é aliado, sim, das FARC, uma das fundadoras do famoso Foro de São Paulo. Há fatos concretos que atestam esta íntima ligação.O governo petista aceitou o exílio de Olivério Medina, porta-voz da organização, dando emprego para a mulher dele dentro do Palácio do Planalto. Se isto não é ligação, o que seria? O PT tem uma escolha: acha ofensivo ser apresentado como simpatizante das FARC, declara a narcoguerrilha como terrorista e processa Indio Costa. Do contrário, não é ofensa alguma, é até um elogio.

Tem um vídeo no meio do caminho...

Para tirar o som role o blog até o pé e clique PAUSE

sábado, 17 de julho de 2010

Lina Vieira volta a assombrar Dilma

Dilma Rousseff(PT) jamais negou peremptoriamente o seu encontro com Lina Vieira, ex-secretária-geral da Receita Federal, onde pediu para "agilizar" a investigação contra Fernando Sarney, na Operação Boi de Barrica, atual Operação Faktor, que já flagrou uma conta fria no exterior de U$ 13 milhões do filho do presidente do Congresso e apoiador da candidata petista. Agora dá para entender esta postura da petista, pois a Veja denuncia de que a fita que comprova a reunião existe e está de posse de um funcionário do Palácio do Planalto. Novamente, hoje, a candidata petista, famosa pelas suas "pinoquices", saiu pela tangente: " Não tive acesso ainda à reportagem e não acredito nisso", afirmou. Por que ela não foi mais direta e disse com a sua voz grossa e rouca: " A Veja mente, pelo simples fato de que esta reunião não existiu e, portanto, não pode existir fita. Vou processar quem quer que continue espalhando esta calúnia!" ? Que nada. A posição continua dúbia e escapista, o que apenas dá certeza de que alguma coisa de podre existe na história. Uma fita de vídeo, por exemplo.

Confirmado: Dilma pressionou receita pelo fim de investigação contra filho de Sarney

Da Veja:


Em reportagem da Veja, o técnico de informática Demetrius Sampaio Felinto afirma que o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República escondeu imagens gravadas pelo circuito interno de TV do Palácio do Planalto que comprovam a suposta reunião. Única maneira de provar quem diz a verdade (Dilma ou Lina Vieira), as imagens teriam sido apagadas, segundo informações divulgadas à época pelo serviço de segurança da Presidência, levando o caso a ser encerrado. À Veja, Felinto disse que vinha sofrendo pressão para não revelar a existência do vídeo. Ainda de acordo com a revista semanal, o denunciante vinha há sete meses negociando com o comitê de campanha do PT a não divulgação das imagens. E que também vinha tentando obter vantagem para divulgar ou não, dependendo do interesse de quem se propusesse a pagar. A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, voltou a negar que tenha se encontrado com a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira, para pressioná-la a encerrar uma investigação fiscal contra a família Sarney. "Afirmo que tive reuniões com ela (Lina Vieira), que não foram as que ela relatou", disse no início da tarde deste sábado, antes de encontro político realizado em Jales, no interior de São Paulo. A ex-ministra voltou a ser questionada sobre a denúncia da controversa reunião com Lina Vieira, supostamente ocorrida em 9 de outubro de 2008, porque a revista Veja publicou reportagem neste final de semana trazendo novos indícios que confirmariam a história contada pela ex-secretária da Receita Federal. "Não tive acesso ainda à reportagem e não acredito nisto", reafirmou.

terça-feira, 13 de julho de 2010

ATENÇÃO TSE! ATENÇÃO PROCURADORIA ELEITORAL!

Para interromper o som do blog, role até o pé da página e clique PAUSE



Aqui está a prova do crime eleitoral cometido pelo Lulla

Lulla, mentiroso 24 horas por dia

Durante os quase oito anos que esteve no poder, Lula assumiu que o cargo de Presidente exige dedicação integral. Citou a expressão "24 horas por dia" mais de 70 vezes! Agora, para eleger a sua boneca, quer ter "folga" e "meio expediente". Vejam o que o mentiroso falava:


Acredito e vou trabalhar para que as coisas aconteçam. Vou trabalhar 24 horas por dia, se for necessário, para fazer acontecerem as coisas em que nós acreditamos.(15 de abril de 2003)

Quatro anos é pouco. Mas quero dizer a vocês que, nesses quatro anos, 24 horas por dia serão dedicadas para fazer aquilo em que acredito: a transposição das águas do rio São Francisco, que recusei debater durante tanto tempo e que, dependendo do Estado em que você fale, você apanha, ou é aplaudido.(30 de abril de 2003)

E esse compromisso, meus companheiros cardeais e bispos, funcionários que estão aqui, companheiras, eu quero que vocês saibam o seguinte: nós estamos à disposição, 24 horas por dia, para qualquer discussão.(1 de maio de 2003)

Nós assumimos o compromisso de acabar com a fome no nosso país, não é uma tarefa fácil, nós sabemos das dificuldades que vamos ter, mas vamos trabalhar 24 horas por dia para que a gente possa conseguir isso.(16 de maio de 2003)

Não tenho dúvida nenhuma de que a sua disposição, tanto quanto a minha, é a de trabalhar 24 horas por dia para que essa integração se torne real. E quero desejar-lhe boa sorte no seu Governo, porque a Argentina, como o Brasil, está precisando de muita sorte para que a gente possa fazer tudo que prometemos durante as nossas campanhas eleitorais.(11 de junho de 2003)

Por isso, eu disse que vocês vão ser muito mais exigidos porque, daqui para a frente, vocês vão perceber que 24 horas por dia é muito pouco para um diplomata que se formou no Rio Branco. É muito pouco para quem quer, dignamente, representar os interesses do Brasil.(18 de setembro de 2003)

E espero que a gente consiga – esse é o meu desejo, a minha crença e a razão pela qual estou muito otimista – espero que vocês, como eu, trabalhem incansavelmente, 24 horas por dia, para que a gente possa fazer as transformações que tanto o nosso querido Brasil precisa fazer: a economia crescer, gerar os empregos que tantos brasileiras e brasileiros esperam que aconteça neste ano.(23 de janeiro de 2004)

Eu quero terminar dizendo a todos vocês que, se depender, não da disposição, mas da ação do Governo, nós estaremos, 24 horas por dia, dispostos a discutir com qualquer empresário, brasileiro ou estrangeiro, projetos concretos de investimentos para o nosso país.(30 de março de 2004)

É esse Brasil, Governador, é esse Brasil, empresários, é esse Brasil, meus companheiros e companheiras, que nós precisamos criar, que nós precisamos trabalhar 24 horas por dia para que, a cada dia, a gente vá dormir tendo como definição que valeu à pena a gente fazer o que está fazendo.(21 de janeiro de 2005)

Eu quero que você me apresente, num curto espaço de tempo, um plano de recuperação dos portos brasileiros. Para isso, tem que trabalhar 24 horas por dia para que a gente possa, no final do mandato, apresentar resultados.(15 de maio de 2007)

Por isso, tenho a certeza de que... eu tenho mais dois anos e três meses de mandato e dedicarei 24 horas por dia para que a gente avance, inclusive na questão do petróleo.(22 de setembro de 2008)

Quero dizer, com toda a serenidade, que a crise não nos assusta. O País está preparado e tem comando. Seguiremos acompanhando com lupa a situação da economia, 24 horas por dia. O que tiver que ser feito, será feito. No tempo certo e na dose adequada. E sempre dialogando com o País.(28 de dezembro de 2008)

A partir de 2009, já vislumbrando a campanha eleitoral, Lula nunca mais falou em "24 horas por dia". Os seus crimes eleitorais são intencionais, planejados meticulosamente, frutos de uma mente doentia e sem freios morais. É preciso reagir com as armas da democracia. Falemos com um, dois, três, dez. Façamos o que nunca fizemos. É a luta do bem contra o mal. Ela é definitiva. Se não cortarmos este câncer, serão décadas de trevas no Brasil.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

www.veja.com.br/reinaldo

07/07/2010
às 19:31

O COFRE DE DILMA E O COFRE DE ADHEMAR: PIADA ÓBVIA!

A presidenciável do PT, Dilma Rousseff, declarou à Justiça Eleitoral que guarda R$ 113 mil em casa, em grana viva. Então tá bom. Eu sempre pensei que o sistema bancário brasileiro estivesse entre os mais sólidos do mundo, né? Afinal, o Proer foi uma das coisas boas que o governo FHC fez para o Brasil — contra a vontade do PT. Pô, companheira, esse dinheiro vai desvalorizar!

Se Dilma for eleita, espero que cuide melhor do dinheiro do Brasil do que cuida da própria grana. E não, não vou fazer a piada óbvia e afirmar que se trata de uma sobrinha do “Cofre do Adhemar”.

Só para lembrar: a organização terrorista a que Dilma pertencia, a VAR-Palmares, roubou, no dia 19 de julho de 1969, um cofre que pertencia a Adhemar de Barros, recheado com US$ 2,4 milhões. O tesouro estava na casa de Anna Gimel Benchimol Capriglione, amante do político. Ninguém sabe que fim levou a dinheirama. Dilma era dirigente da organização. Não consta que tenha participado da ação — Carlos Minc, ex-ministro do Meio Ambiente, era um dos assaltantes.

Piada, quando é óbvia demais, a gente evita, certo?

Por Reinaldo Azevedo

Conheça o Plano de Governo da Dilma


Conheça o Plano de Governo da Dilma

sábado, 3 de julho de 2010

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Lulla, o pé frio do Brasil

O cumprimento mortal....Nem fazendo figa  no bolso.